Uma onda de roubos à residência está preocupando os moradores de Leme (SP). Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), foram registrados 32 casos em janeiro deste ano, número 68% maior que no mesmo período do ano passado, quando ocorreram 19 assaltos à residência. A Polícia Militar informou que esses crimes acontecem em vários pontos da cidade, o que dificulta o patrulhamento preventivo.

O radialista Deuslene Ferreti passou por essa situação em fevereiro. Era noite de carnaval e depois de trabalhar na festa da cidade voltou para casa, no Jardim Silvana. Assim que abriu o portão e entrou com o carro foi surpreendido por três homens armados e encapuzados. Eles queriam dinheiro e renderam a família.

Enquanto dois assaltantes buscavam jóias, aparelhos eletrônicos e dinheiro, o outro homem armado ficou no banheiro com a família, fazendo ameaças. “Depois disso, nós não conseguimos mais dormir nesta casa, a gente acabou pegando trauma, eu e minha esposa. Estamos com medo dessa onda de violência em Leme e diante disso resolvemos mudar na mesma semana para um condomínio, um lugar fechado onde podemos ter mais segurança”, contou.

Invasões
Casos assim são cada vez mais comuns nas ruas de Leme. No Centro da cidade é fácil encontrar quem conheça alguém que já teve a casa invadida por criminosos. “O último foi o vizinho de casa, eles até mudaram de residência”, relatou a desempregada Priscila Bandeira.

Onda de roubos preocupa moradores de Leme

A dona de casa Cleide Vieira contou que há dois meses criminosos tentaram entrar na casa da vizinha dela, no Jardim São Francisco. Por sorte, ela estranhou a movimentação e conseguiu evitar o roubo. “Na hora que eu vi eles já haviam pulado o muro e já estavam lá dentro, eu liguei para a polícia e eles vieram na hora”, comentou.

A comerciante Luciane da Silva não teve a mesma sorte, os assaltantes roubaram praticamente tudo o que ela tinha em casa. A vizinha até viu os objetos de valor sendo levados, mas não percebeu que o crime estava acontecendo. “Ela viu uma caminhonete na frente de casa e pensou que estávamos fazendo uma mudança, só depois que ela percebeu que o portão e a porta estavam arrombados”, disse.

Ações
A Polícia Militar reconhece o aumento desse tipo de crime, mas diz que é difícil combater os assaltos à residência porque eles ocorrem em bairros diferentes. Para o capitão Roney Alexandre de Lima os moradores precisam ficar mais atentos. “Estamos desde o começo do ano fazendo várias operações e intensificando o policiamento, mas eu acho que fica muito claro a importância da mudança do comportamento das pessoas”, afirmou.

Segundo ele, os moradores precisam tomar mais cuidado. “Elas precisam mudar os padrões, precisam observar quando chegam em casa se há pessoas estranhas, evitar rotas comuns, de amanhã não abrir o portão e sair”, explicou Lima. Ainda segundo ele, a maioria dos roubos a residências acontece de manhã, quando as casas estão vazias e à noite, quando os moradores voltam do trabalho.

Fonte: http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2014/03/numero-de-roubos-casas-aumenta-68-e-preocupa-moradores-de-leme.html

Alguns de nossos clientes:

INFORMAÇÕES PARA CONTATO

Rua Gonçalves Dias, Nº 445 – Centro
São Bernardo do Campo- SP – CEP: 09715- 160

Telefones: (11) 4127-1221 / (11) 4127-7384
WhatsApp: (11) 96898-8625
E-mail: contato@concertinagarone.com.br

Manutenção e reforma de casas de madeira. Especializado em casas Casema